sábado, 27 de dezembro de 2008

Em tempo de ser feliz no Ano Novo...


Em nossa rápida passagem pela Terra, deixamos marcas que o tempo não apaga.
Elas se tornam referências por aquilo que somos e pelo que fizemos.
Só os atos permanecem...
e o limite da nossa liberdade é imposto pela vida.
Se a cada manhã a vida renasce em nossos corações,
por que não sairmos para semear o bem, a bondade, a paz?
A cada dia, quando nossa vida aflora, podemos
fazer com que o nosso coração transmita força, segurança, fé, alegria,
perseverança...
Que Deus permita que neste Ano Novo
sejamos pessoas suaves, tornando a nossa vida e a do nosso
semelhante vibrante e tranqüila.
Que possamos transmitir paz, harmonia e tranqüilidade ao nosso redor.
Que, em vez de esperarmos que nos mandem flores,
cultivemos um jardim e mandemos flores...
Que as sementes na terra escura se transformem em
tão lindas flores para que o mundo seja mais belo, colorido, um arco-íris,
um jardim...
Há uma luz no fim do túnel... Prossiga! Alcance-a!
É belo o que te espera!...
Com amor, no bem... neste Ano Novo,
o mundo te fará feliz.

Lídia Valéria Peres

2 comentários:

Albani disse...

Oi, Lídia!
A suavidade das tuas palavras leva-nos a uma reflexão: _ O que estamos fazendo dos nossos dias, serão mais 365 dias, novas oportunidades!Então, façamos como você bem alenca: “Se a cada manhã a vida renasce em nossos corações”,
por que não sairmos para semear o bem, a bondade, a paz?
A cada dia, quando nossa vida aflora, podemos
fazer com que o nosso coração transmita força, segurança, fé, alegria,
“perseverança...”
Seremos mais felizes se assim nos esforçamos p/ agirmos.
Um abraço
Albani

Lídia Valéria disse...

Albani, minha amiga, suas considerações sempre incetivadoras, denotam que você tem ternura.
Entra no meu compasso, deixando-me feliz.
Sinta o meu abraço fraterno.

Real Time Web Analytics