sexta-feira, 31 de julho de 2009

ALENTO E MELODIA


O destino une e separa as pessoas, mas nenhuma força é tão grande para fazer esquecer pessoas que por algum motivo um dia nos fizeram felizes. A música tem efeito embriagador em nossos sentidos... Permite a sintonia com sentimentos verdadeiros. Ligamos nossos sonhos à realidade através de uma melodia, um ritmo, uma simples canção que ficou perdida na infância.
Por que não dizer que Deus fez da música sua obra-prima?

Imaginar o mundo sem melodia seria como uma pausa eterna, sem compassos, uma re
doma, sem ter junto ao peito uma fonte de poemas, um vazio... pura aventura, uma simples 'metade' sem piedade...
As flores e as follhagens com falso cativo, árvores sombrias, não esconderiam segredos ardentes, o mundo seria preguiçoso e nós, corações ausentes.
O céu, o mar, o arco-íris, a primavera não seriam o grande espetáculo da Terra.

Mas com as 'metades' completas, contemplamos a luz da admirável justiça: o presente que Deus deu ao mundo, fundindo no espaço alento e som, para, com amor, de pálbebras molhadas, sonhar ao som de uma melodia.



Alento e Melodia

Ah, essa música, sinopse de minh'alma
traz-me candura, alma pura,
uma dor que às vezes me acalma...
Latente em meu labirinto...
um gemido alucinado, quase um grito...
perco a lucidez, não minto...
Faz-me sentir bem perto de você.
Um alento... lembro-me que firmemente juramos nossa fidelidade
sem pensar que ficaria na saudade...
Olhos sem visão, coração sem missão...
Tudo em vão...
Nossos sonhos, conquistas, agora num porão...
sem razão.
Meu coração que fez de você amor matriz,
no meu coração criou raiz,
agora ao alento de uma melodia...
quem diria...
Ah, essa música me faz também dançar...
Esse ritmo me sufoca, tira-me o ar...
Só me resta com você sonhar
ao som desta linda melodia.
Lembrar seus lábios roçando meus ouvidos,
palavras de amor, promessas...
Encantamento predador de sonhos,
hoje esquecidos, fenecidos.
Nossa melodia
traz ao meu rosto ar tristonho,
e pensando em você eu suponho
que ouvi-la em sua companhia mais uma vez,
dançando em direção a meus sonhos,
é a minha fantasia...
som divino e eterno que me extasia...

Lídia Valéria

Ao som de uma melodia, dance, dance...
até perder a fala...

É força que vem de Deus e nos embala.
Lídia Valéria

8 comentários:

Albani disse...

Oi amiga
Bela compreensão da linguagem musical.A música propicia a abertura de canais sensoriais, falicitando a expressão de emoções.Isso é o objetivo da música alegrar, movimentar, expressar sentimentos.Mágico!Parabéns, pelo teu poema e inspiradora introdução.
Grnade abraço
Albani

Lídia Valéria disse...

Albani, amiga, escreveu lindamente.

Absorveu e estava inspirada.
Obrigada pelo comentário, sempre elogioso.
Abraço forte.

Glauco disse...

Cada vez mais lindo o blog. Um abraço de Rio Preto. Você é um fenômeno!

Lídia Valéria disse...

Obrigada pelo elogio "fenômemno". Sabe agradar, não? Obrigada.

Glauco, matando saudade, ou fechando o 'ciclo'?

Veja as pessoas que o querem bem, coma a comida daí, que é ótima, vá ao Bambina(o melhor), Kiberama, que eu amava, Sal e Brasa, e será difícil conseguir atender todos os telefonemas de suas tias. Tente, serão muitos. E dos primos, então?

Abraço e saudade.

Albani disse...

Oi amiga!Obrigada pelo elogio, mas escrever bem, esse é um dom que lhe pertence.
Deus te fortaleça sempre!
O Glauco, já está no Brasil?
bjs
Albani

Anônimo disse...

muito lindo o seu blog, eu achei navegadno no ggoogle e adorei, tb gosto de escrever poesias

Maria Adelaide

Lídia Valéria disse...

Maria Adelaide, obrigada pela visita e o carinho de suas palavras. Seu comentário, para mim, um incentivo.

Volte sempre.
Abraço, amiga leitora.

Lídia Valéria disse...

Maria Adelaide, mande-me suas poesias, ou site, blog... Seria um prazer.

Meu e-mail, abaixo do meu perfil, em 'contato'.

Real Time Web Analytics